As Sete Igrejas

 

As 7 igrejas que recebem as cartas enviadas por Jesus estão localizadas na Ásia menor, atual Turquia. O Profeta tinha 85 anos quando foi abandonado na ilha de Patmos pelo imperador romano Domiciano.

“Achei-me em Espírito (visão), no dia do Senhor, e ouvi por detrás de mim, grande voz, como de trombeta, dizendo O que vês escreve em livro e manda às sete igrejas: Éfeso, Esmirna, Pérgamo, Tiatira, Sardes, Filadélfia e Laodiceia”. Apocalipse 1:10-12

“Quanto ao mistério das sete estrelas que viste na minha mão direita e aos sete candeeiros de ouro, as sete estrelas são os anjos das sete igrejas, e os sete candeeiros são as sete igrejas”. (Ap.1:20)

A abundância do número sete sugere um uso simbólico. Além disso, o fato de que nessa região havia mais de sete igrejas, sugere a ideia de que foram escolhidas devido a suas características como símbolos proféticos, de sete períodos específicos da igreja cristã.

O nome de Cada cidade indica a sua característica como cidade e religiosidade. E a cada Igreja Jesus faz:

  1. Elogio
  2. Reprovação
  3. Conselho
  4. Promessa

 

Éfeso = Desejável

 

A cidade estava num ponto geograficamente desejável, admirável. Possuia o mais belo porto da Ásia Ocidental. A cidade estava enfeitada com os mais lindos templos. Ali estava o templo da deusa Diana ou Ártemis, a deusa da fertilidade. Esse templo foi construído de ouro. Havia um grande teatro para 30 mil pessoas.

Nesta cidade onde se adorava deusesestátuas e árvores, Paulo, Apolo, Áquila e Priscila fundaram uma Igreja cristã. O evangelho converteu muitos efésios.

Elogio:Timóteo era o Pastor.

Pelo seu zelotrabalholealdade às doutrinas e porque reprovavam as obras dos nicolaítas. (Ap. 2:2,6)

Quem eram os Nicolaítas?

Irineu, um ministro do segundo século que viveu sua infância próximo a Éfeso, menciona que eram cristãos, mas consideravam não ter importância a pratica do adultério ou o comer de carnes sacrificadas a ídolos. Pregavam que a fé em Jesus os liberava da guarda de alguns dos 10 mandamentos.

ReprovaçãoO abandono do primeiro amor (Ap. 2:4). O mistério da iniquidade de que falou apóstolo Paulo (II Tess. 2:7) estava começando, os lobos vorazes começaram a entrar na Igreja (At. 20: 29-31).

Conselho:“Lembra-te, pois, de onde caíste, arrepende-te e volta à prática das primeiras obras…” (Ap. 2:5).

Promessa:“…Ao vencedor, dar-lhe-ei que se alimente da árvore da vida que se encontra no paraíso de Deus”. (Ap. 2:7)

Éfeso representa o primeiro período do cristianismo na terra. Um cristianismo puro, fervoroso e cheio de amor. Corresponde à época dos apóstolos.

ÉFESO - 31-100

 

Esmirna = Cheiro Suave

 

A cidade de Esmirna ficava a 22 quilômetros ao norte de Éfeso, sobre a bela enseada do mar Egeu. A cidade possuía uma planta aromática chamada mirra. Seu perfume era suave.

No centro da cidade, havia um pequeno monte (Pago), e no seu topo, um santuário dedicado à divindade grega Nêmese.

Esmirna possuía o único mercado público de três andares, do mundo antigo. Havia jogos olímpicos na cidade e os vencedores eram coroados com coroas de ouro. 

A cidade havia sido destruída várias vezes (desde a sua fundação 1000 a.C.) por inimigos e por terremotos mas sempre fora reconstruída. Ela morria e ressuscitava.

Elogio:Policarpo era o Pastor da Igreja cristã em Esmirna. “Conheço a tua tribulação, a tua pobreza, mas tu és rico…” (Ap. 2:9).

Não há reprovação para esta Igreja.

Esmirna tornou-se em 303 a arena de morte para numerosos mártires. Esse foi um tempo terrível sob a dominação romana, onde os cristãos eram lançados aos leões ou queimados sobre estacas.

Um dos últimos a morrerem heroicamente foi Policarpo, o líder da igreja de Esmirna. Enquanto ele enfrentava a multidão sedenta de sangue no estádio municipal, o imperador romano exigia que ele jurasse por César e amaldiçoasse a Cristo...

Policarpo respondeu calmamente: "Por oitenta e seis anos eu O servi e Ele nunca me fez mal. Como posso blasfemar meu Rei, o qual me salvou?"

Com a subida do imperador Constantino ao trono romano, as perseguições chegaram temporariamente ao fim.

Promessa:“Sê fiel até a morte, e dar-te-ei a coroa da vida”… O vencedor de nenhum modo sofrerá dano da segunda morte (Ap. 2:10-11).

Esmirna representa o segundo período do cristianismo quando a Igreja estava começando a ser perseguida de morte por não adorar o imperador como deus. A igreja perfumaria o mundo por sua fidelidade a Jesus Cristo.

ESMIRNA - 100-313

 

Pérgamo = Altura, Exaltação

 

Pérgamo significa "cidadela"; ela estava localizada no cume de uma montanha. Essa esplêndida cidade era conhecida por seus muitos templos pagãos e uma grande biblioteca com cerca de 200.000 rolos (livros).

Pérgamo instituiu o primeiro culto de adoração a um imperador vivo (29 a.C.). Eis por que ela é referida como o lugar "onde Satanás tem seu trono".

Pérgamo se orgulhava por ser a capital da Ásia e por ter muita cultura e uma corte que julgava os prisioneiros com severidade. Era o centro das religiões místicas orientais vindas de Babilônia. Tinha muitos templos pagãos.

Elogio:Antipas era o provável Pastor da Igreja. Ele foi queimado no ventre de um bezerro de latão aquecido até ficar incandescente. “Conserva o meu nome e não negaste a minha fé”. (Ap. 2:13)

Reprovação:“Tenho contra ti algumas coisas, tens aí os que sustentam a doutrina de Balaão… Também tu tens os que da mesma forma sustentam a doutrina dos nicolaítas”.

Enquanto a Igreja de Éfeso “odiava as obras dos nicolaítas” (2:6), a Igreja de Pérgamo “sustentava a doutrina” deles. (Não acreditavam na divindade de Cristo e praticavam as obras da carne).

Conselho“Arrepende-te” (Ap. 2:16)

Promessa:“Ao vencedor, dar-lhe-ei do maná escondido, bem como uma pedrinha branca, e sobre essa pedrinha escrito um nome novo, o qual ninguém conhece, exceto aquele que o recebe”. (Ap. 2:17)

Pérgamo representa o terceiro período do cristianismo, quando o império romano estabelece um papa para liderar todas as igrejas cristãs. Nesse período muitas falsas doutrinas invadiram o cristianismo. Entre elas a guarda do domingo.

PÉRGAMO - 313-538

 

Tiatira = Sacrifício

 

A cidade em si dava a impressão de “fraca tornada forte”. Foi construída por Seleuco um dos generais de Alexandre, em 280a.C. Foi construída para ser uma cidade-sede de guarnição militar.

Sua indústria principal era de instrumentos de bronze e cobre. Fabricava também tecidos, especialmente em vermelho e púrpura. Havia um grande templo em honra ao deus sol “Apolo”.

Elogio:“Conheço as tuas obras, o teu amor, a tua fé, o teu serviço, a tua perseverança, e as tuas últimas obras mais numerosas do que as primeiras”. (Ap. 2:19)

A igreja organizou orfanatos, hospital e missões. Essa era uma congregação realmente preocupada e dedicada a atender às necessidades das pessoas.

Reprovação:“Tenho contra ti o tolerares que essa mulher Jezabel, que assim mesma se declara profetiza, não somente ensine, mas ainda seduza os meus servos a praticarem a prostituição e a comerem coisas sacrificadas aos ídolos”. (Ap. 2:20)

Jezabel foi uma princesa fenícia e sacerdotisa de Baal, um deus pagão da natureza. Ela promoveu a adoração do Sol e contribuiu para desviar Israel de seu relacionamento especial com Deus.

Conselho:“Conservai o que tendes…” (Ap. 2:25) - As doutrinas

Promessa:“Ao vencedor, que guardar até o fim as minhas obras, eu lhe darei autoridade sobre as nações, e com cetro de ferro as regerá… dar-lhe-ei ainda a estrela da manhã”. (Ap. 2:26-27)

Tiatira representa o quarto período do cristianismo na terra, quando a Igreja Católica sob a liderança do papa passou a perseguir de morte o verdadeiro povo de Deus.

TIATIRA - 538-1517

 

Sardes = Cântico de Alegria

 

A cidade de Sardes foi construída sobre uma rocha (1150 a.C), ficava numa elevação de cerca de 500 metros. Era a capital do império da Lídia, um dos mais ricos do mundo antigo. A moeda cunhada surgiu em Sardes.

Elogio:Muito pouco havia para ser elogiado. “Tens em Sardes, umas poucas pessoas que não contaminaram as suas vestiduras…” o restante vivia de aparência, do passado. Era um vivo morto.

Conselho:“Sê vigilante e consolida o resto que estava para morrer…Lembra-te, do que tens recebido e ouvido, guarda-o e arrepende-te…” (Ap. 3:1)

Promessa:“O vencedor será assim vestido de vestiduras brancas, e de modo nenhum apagarei o seu nome do livro da vida, pelo contrário, confessarei o seu nome diante de meu Pai e diante dos seus anjos”. (Ap. 3:5)

Sardes representa o quinto período do cristianismo na terra quando ocorreu a reforma protestante sob Martinho Lutero e outros. Mas passando o fervor da reforma, os cristão se esfriaram e passaram a viver do passado.

SARDES - 1517-1755

 

Filadélfia = Amor Fraterno

 

A cidade foi fundada em 138 a.C. por Átalo II, rei de Pérgamo também conhecido por Filadélfo.

A sua localização geográfica era a porta de entrada para o Oriente. Estava sujeita a frequentes terremotos. Era uma cidade magnificente.

Essa igreja deve ter sido notável, pois recebeu só elogios da parte de Cristo e nenhuma repreensão.

Promessa:“Ao vencedor fá-lo-ei coluna no santuário do meu Deus, e daí jamais sairá…” (Ap. 3:12)

Filadélfia representa um período de tempo ocorrente no século XIX, quando grandes movimentos evangélicos e pró-advento revitalizaram a igreja.

O reavivamento impeliu a igreja como nunca dantes. Ela foi capaz de apresentar Jesus a 10.000.000 de pessoas – a oportunidade era "uma porta aberta que ninguém pode fechar".

Filadélfia representa o sexto período do cristianismo na terra quando a obra missionária começou a se expandir pelo mundo. Nesse período surge a Igreja Adventista do Sétimo Dia.

FILADÉLFIA - 1755-1844

 

LAODICÉIA - 1844-VOLTA DE JESUS

 

Apocalipse 3:14-22 (ler o texto)

As 7 igrejas da Ásia representam 7 períodos, da Igreja de Deus em toda a sua história. As igrejas mostram que Deus está cuidando da história do mundo. Da mesma forma como Deus quer hoje cuidar da sua vida e da sua história. Nada fugiu do controle de Deus. Falta um pouco só de tempo e estaremos para sempre com Jesus.

A Bíblia nos assegura que já estamos no tempo do fim…

Vivemos nos minutos finais da história desse mundo…

Existem muitas desculpas que podemos dar para não aceitar Jesus hoje: trabalho, família, estudos, idade. Não importa nada, nem quão longe você foi, pois ainda existe esperança. E Deus quer te dar a vida eterna hoje.

 

 

Fonte: http://www.bibliaonline.net/

 

Ressumo:

 

As sete cartas às sete igrejas

As sete igrejas da província romana da Ásia estavam sofrendo perseguições e o livro de Apocalipse, que foi enviado a elas, teve o objetivo de animá-las a continuarem fiéis a Jesus Cristo. Essas cartas dão continuação à história da igreja, interrompida no livro de Atos dos Apóstolos 28:31. As cartas contém elogios, advertências e promessas às igrejas que devem ser observadas até os dias de hoje.

 

Igreja de Éfeso (Apocalipse 2:1-7)

Elogios: a igreja tem rejeitado o mal e tem perseverado com paciência em meio às perseguições.

Crítica: o amor dessa igreja por Cristo não é mais ardente.

Instrução: voltar a fazer as obras que fazia no ínicio.

Promessa: direito à árvore da vida.

 

Igreja de Esmirna (Apocalipse 2:8-11)

Elogios: o fato de suportar o sofrimento.

Crítica: nenhuma.

Instrução: ser fiel até a morte.

Promessa: a coroa da vida.

 

Igreja de Pérgamo (Apocalipse 2:12-17)

Elogios: a perseverança na fé do Senhor Jesus.

Crítica: toleram a imoralidade, a idolatria e as heresias.

Instrução: arrepender-se.

Promessa: o maná escondido e a pedra branca com o novo nome.

 

Igreja de Tiatira (Apocalipse 2:18-29)

Elogios: a intensificação do amor, das obras, da fé e da paciência maior do que no início.

Crítica: toleram o culto de idolatria e a imoralidade.

Instrução: manter a fé para o Juízo futuro.

Promessa: reinar com Cristo sobre as nações e a estrela da manhã.

 

Igreja de Sardes (Apocalipse 3:1-6)

Elogios: a perseverança na fé por parte de alguns cristãos da igreja.

Crítica: a morte da igreja.

Instrução: arrepender-se e obedecer a Deus.

Promessa: a honra e as vestes brancas.

 

Igreja de Filadélfia (Apocalipse 3:7-13)

Elogios: a perseverança na fé e na palavra de Cristo, e a honra ao Seu nome.

Crítica: nenhuma.

Instrução: guardar a fé.

Promessa: um lugar na presença de Deus, um novo nome e a Nova Jerusalém.

 

Igreja de Laodicéia (Apocalipse 3:14-22)

Elogios: nenhum elogio.

Crítica: a indiferença.

Instrução: zelar e arrepender-se.

Promessa: o compartilhar do trono de Deus.

 

A igreja de Laodicéia é a que mais se assemelha com os nossos dias, pois os cristãos dessa igreja tinham muitas riquezas materiais e acreditavam que isso era o reflexo de suas vidas espirituais, porém o Senhor Jesus repreende-os no versículo 17 do capítulo 3.

 

Apocalipse 3:17

"Como dizes: Rico sou, e estou enriquecido, e de nada tenho falta (e não sabes que és um desgraçado, e miserável, e pobre, e cego, e nu),"

 

Hoje, muitos cristãos estão enganados como os cristãos da igreja de Laodicéia, acreditando que ser cristão é ter muitos bens, porém a Palavra de Deus não nos ensina isso em nenhum momento. O Senhor certamente suprirá todas as nossas necessidades em glória, por Cristo Jesus, como está escrito em Filipenses 4:19, mas não nos dará todas as riquezas do mundo, pois a nossa recompensa é a vida eterna.